regar as tillandsias

Cuidando das tillandsias – Regras básicas para rega

Quando estamos nos mercados, enquanto falamos com os clientes e explicamos os cuidados básicos a ter com as plantas aéreas, no nosso clima, temos sempre o cuidado de dizer que a “regra” do borrifar as folhas 2 ou 3 vezes por semana pode variar.

Sim. Tudo depende do ambiente onde a sua Tillandsia vai viver.

Tillandsia Usneoide - RegaCasas mais quentes e mais secas podem exigir uma maior atenção e a estação do ano também pode influenciar a frequência de rega das suas plantas aéreas, sendo que no Inverno as plantas aéreas precisam de menos quantidade de água. No entanto, as lareiras, aquecimentos e o ar-condicionado são factores a ter em conta pois secam o ar da divisão onde se encontram. Caso a planta se encontre no exterior, há que ter em atenção a exposição ao sol direto e aos ventos que também podem secar um pouco mais estas plantas.

É tudo uma questão de atenção aos sinais que as nossas amigas verdes (ou cinzentas) nos dão 🙂

Nalgumas plantas, como a Tillandsia Caput Medusae, o enrolar das folhas pode ser uma opção estética mas também é um sinal de falta de água quando as folhas se tornam demasiado encaracoladas. Esta planta é extremamente resistente e demora muito tempo até dar sinais de stress hídrico.

Mas, apesar da rega ser extremamente importante, o tempo de secagem também é fundamental.

É muito importante que estas sequem entre 4 a 5 horas após a rega, de modo a evitar que a planta aérea fique molhada durante muito tempo, propiciando o apodrecimento. Se possível, deve-se evitar que fique água estagnada entre as folhas destas plantas.

Ter uma aragem ou um bom fluxo de ar ajuda muito em termos da secagem das Tillandsias.

Tipos de Rega

Se a sua planta está com muita falta de água, pode optar por aumentar a frequência de rega, borrifando-a mais vezes por semana ou então pode dar-lhe um banho de imersão de 15 a 30 minutos.

Como regar a sua tillandisiaEste procedimento irá permitir que a sua planta fique hidratada mais em profundidade e assim poderá aumentar o tempo entre regas. É uma boa opção para a Tillandsia Usneoides, por exemplo, pois garante que a água chega a todas as folhas da planta. Para plantas maiores e com muitas cavidades, como a Tillandsia Xerografica, convém sacudir bem a planta para retirar o excesso de água do interior da planta.

Para plantas com folhas muito finas como a Tillandsia Argentea, e que desidratam muito facilmente, o ideal é borrifar ligeiramente a cada dois dias, de modo a que a planta não desidrate muito.

Tillandsias com folhas verde escuras como a Bulbosa e a Butzii, são exemplos de espécies  que vivem em zonas mais húmidas e sombreadas e consequentemente beneficiam de serem borrifadas regularmente quando estão colocadas no interior.

Outras plantas aéreas podem dar-nos outros sinais, fechando mais as suas folhinhas e secando as suas pontas (não confundir as pontas secas com folhas velhas), de qualquer maneira, assim como com qualquer ser vivo as tillandsias também dão sinais de desconforto.

Cabe a nós saber interpretá-los.

 

Lembre-se
› As tillandsias são plantas aéreas;
› Não as plante na terra;
› Não deixe as suas tillandsias demasiado húmidas/molhadas por mais de 4 horas.

Temos outros artigos

Deixar comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.